TV CLARET agora no canal 45 digital
Programação TV Século 21
 

Feira Vegana reúne 30 expositores

Evento terá informação, música, palestra, oficinas de culinária, exposição de produtos e feira de adoção de animais

27/07/2018 12:06

Rio Claro recebe no dia 11 de agosto, das 12h às 21h, a edição da Feira Vegana ‘Só tem Alface!’. Em seu segundo ano e terceira edição, o evento gratuito visa difundir o conceito de veganismo, dando oportunidade para que as pessoas experimentem a sua gastronomia e compartilhem a filosofia. Além disso, a proposta visa ajudar entidades protetoras. Neste sentido, será realizada arrecadação de ração, adoção de cães e grupos de proteção da cidade irão vender seus produtos, cuja renda será revertida aos cuidados dos animais.

Serão dez horas de feira com palestra, oficinas de culinária, boa música, alimentação e exposição de produtos, como cosméticos não testados em animais e veganos, calçado,vestuário e bolsas. Ao todo, cerca de 30 expositores vão mostrar o seu trabalho ao público.Há quatro anos, o conceito de veganismo vem crescendo e conquistando novos adeptos.

Fazendo parte dessa realidade, a cidade recebe um trabalho importante que agrega conhecimento e informação a respeito do assunto. “Nosso principal objetivo é informar as pessoas sobre veganismo, nossa luta e ideais. Desta forma, haverá palestra sobre direito dos animais, oficinas de culinária, venda de livros temáticos, produtos veganos e muito mais”, comenta a organização. 

A feira acontece na Central do Agronegócio, localizada na Rua 3-A, 1.155, Vila Martins, e tem entrada gratuita. A organização é da ‘Univegan - Mas Nem peixinho?’, em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura, por intermédio da Prefeitura de Rio Claro. Voluntários podem colaborar com o evento e para mais informações, entre em contato pelo e-mail: sotemalface@hotmail.com.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.