TV CLARET agora no canal 45 digital
Sessão Plenária da Câmara Municipal de Rio Claro
 

Rio Claro estuda implantação de abatedouro de galinha caipira

Município pretende criar um comitê para mapear os produtores e viabilizar a implantação do projeto com envolvimento dos municípios da região. Objetivo é fomentar a produção, abate e comércio de aves criadas livres.

07/04/2017 16:28

O município de Rio Claro poderá implantar o primeiro abatedouro de aves caipiras da região. O assunto foi discutido em reunião realizada na quarta-feira (5) no paço municipal entre o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e representantes da Aval (Associação Brasileira da Avicultura Alternativa) e da Korin Agricultura Natural. Prefeitura e Aval deverão criar um comitê para elaborar o projeto, que inclui o mapeamento dos produtores de aves caipiras na região e realização de estudos sobre a potencialidade econômica do setor.

“No que couber ao município, Rio Claro terá o abatedouro de aves caipiras”, disse Juninho. Para o prefeito, a alimentação é primordial para a saúde das pessoas que estão cada vez mais preocupadas com os alimentos que consomem e isso ressalta a importância d​o agronegócio, com produção ​natural​, Juninho pretende discutir a implantação do abatedouro com os prefeitos dos municípios da microrregião com quem se reuniu na semana passada para estabelecer uma cooperação regional entre as cidades.

O presidente da Aval, Reginaldo Morikawa, comprometeu-se a oferecer suporte técnico para o projeto. Segundo ele, a região de Rio Claro tem potencial de crescimento no setor de avicultura alternativa e o município está um passo à frente por implantar com sucesso o SIM (Sistema de Inspeção Municipal) e ter conquistado o Sisbi (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal). “Acreditamos no crescimento do mercado e o frango caipira pode ser uma excelente oportunidade de negócio”, afirmou.

Luiz Ricardo Bianchi, vice-presidente da Aval, observou que​, com a implantação do abatedouro,​ as aves produzidas em Rio Claro e região poderão ser comercializadas em todo o Brasil. Também participaram da reunião o secretário municipal de Agricultura, Emilio Cerri; o diretor do SIM, Felipe Tauk; Amanda da Silva Servidoni, diretora de Inovação e Tecnologia da Secretaria de Governo e Desenvolvimento Econômico; Eduardo Barbosa, assessor da Secretaria de Agricultura; o vereador Seron do Proerd; Luiz Carlos Demattê Filho, secretário executivo da Aval e diretor da Korin; Fabiane Furlan, secretária executiva da Aval; Marcos Ap. Batista, diretor de Fomento da Aval; Takashi Kikuchi e Angela Batista.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.